Rosa de Araújo e Sousa completa 100 anos

Em Vilarinho Vila Verde

A família de Rosa de Araújo e Sousa festejou o seu centésimo aniversário natalício

         No dia 1 de fevereiro, os sobrinhos de Rosa de Araújo e Sousa festejaram o seu centésimo aniversário na sua casa paterna, no lugar de Real, paróquia de Vilarinho, Arciprestado de Vila Verde, com a presença do Presidente da Junta, Carlos Ferraz, da Secretária, Marlene Bernardes, do Tesoureiro, Hilário Marques, do Presidente da Assembleia de Freguesia, Adelino Oliveira, do Presidente da ATAHCA, Prof. Mota Alves, dos familiares mais próximos e muitos amigos de diversas localidades.

Presidiu à Eucaristia o Pároco da Paróquia de Vilarinho, Padre Miguel Tulumba, sendo concelebrada pelos Padres Adelino Sousa, Pároco de Rio Caldo e Capelão do S. Bento da Porta Aberta, e Fernando Bento de Sousa, Pároco de Moimenta (Covas) e de outras paróquias do arciprestado de Terras de Bouro. A missa foi celebrada na residência da homenageada, com a devida autorização de Sua Excelência Reverendíssima Sr. Dom Jorge, Arcebispo Primaz de Braga, devido à sua incapacidade para se deslocar à Igreja Paroquial de S. Mamede de Vilarinho.

O sobrinho, Salvador de Sousa, usando da palavra no momento próprio, da missa, referiu: «Nós, sobrinhos e restante família, estamos aqui alegremente, para celebrar a longevidade que Deus concedeu à nossa tia. Nunca esqueceremos o acolhimento e a ajuda que sempre tivemos desta nossa segunda mãe. Neste momento, não sabemos o sentimento que ela tem em relação a nós e a toda esta celebração, mas sentimo-lo nós em relação a ela e Deus está aqui connosco, com certeza, com a Sua Mão Bondosa a abençoar a nossa tia e a todos aqui presentes,

Rosa de Araújo e Sousa nasceu no dia 30 de janeiro de 1920 na habitação onde está, neste momento, a residir e onde decorreu toda a celebração do evento, sendo batizada no dia 8 de fevereiro do mesmo ano. Foram seus padrinhos António Maria Marques e esposa Rosa Maria de Araújo, tios do falecido Padre António Marques, anterior pároco de Valdreu.

Acompanhou, como governanta, o seu irmão, Padre Salvador Araújo de Sousa que foi nomeado pároco de Reboreda, Vila Nova de Cerveira, em 1941, logo a seguir à sua ordenação, permanecendo, nesta terra do alto Minho, até ao ano de 1946, altura em que o seu irmão foi nomeado pároco da paróquia de Santa Eulália de Sande. Casou, no ano de 1959, com Amaro Antunes da Cunha, passando a residir na Casa de Santar na paróquia de Vilarinho, onde explorou, com o marido, o comércio de mercearia, taberna e petiscos. O Padre Salvador continuou em Sande até 1979, altura da sua incapacidade para continuar com a paróquia, vindo para ser amparado, na sua casa paterna, pela família, falecendo no ano de 1981.

Rosa de Araújo e Sousa regressou à casa que “a viu nascer”, no ano de 2004, para receber, também, o amparo da família. Neste momento, está a ser cuidada pela sobrinha Rosa da Luz Sousa, tendo o apoio do seu marido, Diamantino Marques, dos restantes sobrinhos e seus cônjuges.

A homenagem terminou com um almoço convívio, no mesmo local, servido pelo Restaurante Martinho com os parabéns e com os brindes próprios destas cerimónias.

O sobrinho, Salvador de Sousa

 

A homenageada – Rosa de Araújo e Sousa – 1920 – 2020

Grupo Coral da Paróquia de São Mamede de Vilarinho Vila Verde

Netos de Salvador de Sousa/Aurora Ferreira – Sobrinhos
Cem rosas – Arranjo oferecido pelos casais: Manuel e Teresa Afonso e Porfírio/Quinhas Afonso
Alguns convidados e elementos do coro
Salvador de Sousa, sobrinho, integrou-se no grupo coral da homenagem
Sacerdotes amigos: Padre Miguel Tulumba, pároco da paróquia;  do seu lado esquerdo – Padre Adelino Sousa, Capelão do São Bento da Porta Aberta e pároco de Rio Caldo , Terras de Bouro; do lado direito –  Padre Fernando Bento de Sousa, pároco de Moimenta ( Covas) e de outras paróquias de Terras de Bouro
Sobrinha/neta Vanessa faz a sua leitura
Sobrinho/neto Augusto faz a sua leitura
Sobrinha Teresa faz a sua leitura
Padre Fernando faz a sua leitura

Sobrinha Alice faz a sua leitura
Sobrinho Diamantino/cônjuge faz a sua leitura
Sobrinha/neta Paula faz a sua leitura
Sobrinha/neta Flávia faz a sua leitura

 

Sobrinha/neta Andreia faz a sua leitura
Grupo Coral
Neta Inês com a mãe
Neta Inês
Jorge sobrinho/cônjuge faz a sua leitura
Sobrinha/bisneta Carolina faz a sua leitura
Amigo/antigo vizinho da homenageada – Armando Costa – faz a sua leitura

Momentos da Missa

Início da Liturgia Eucarística
Presidente da ATAHCA – Prof Mota Alves
João Vilela  Pereira, sacristão da paróquia de Vilarinho

A Eucaristia foi muito participada. Sobrinho/neto, Luís de Sousa, faz a sua leitura
Salvador e Joana – netos de Salvador e Aurora

Havia um livro/roteiro de todas as cerimónias religiosas elaborado pelo sobrinho Salvador de Sousa
Grupo Coral
Sobrinha/neta Maria de Fátima no momento da entrega da imagem de Nossa Senhora das Graças à homenageada

Sobrinho/neto Filipe Marques também no momento da entrega da imagem de Nossa Senhora das Graças
Início do almoço/convívio
Momento dos parabéns
Padre Miguel com o seu amiguinho Salvador
Momento do corte do Bolo

Salvador e Joana preparados para apagar as velas
Almoço/convívio e Eucaristia e restantes cerimónias foram na casa paterna da homenageada em Real – Vilarinho Vila Verde

Parabéns

Publicado por

Salvador Sousa

Licenciado em Filosofia; Prefeito, durante cinco anos e uns meses na Oficina de S. José de Braga; Professor aposentado; Ex- vereador da Câmara Municipal de Vila Verde; Elemento da direção da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde; Direção de alguns jornais e revistas; Coordenador da Solenidade dos Passos de Vilarinho, assim como de todas as obras da contextualização da Paixão de Cristo nos Escadórios e em toda a sua zona envolvente desde a Capela de Santa Luzia até à Capela do Senhor do Horto; Um dos fundadores/coordenador da Associação Cultural Recreativa e Desportiva de Vilarinho; Outras...

8 comentários em “Rosa de Araújo e Sousa completa 100 anos”

  1. >É bonito de salientar que desde a Igreja Diocesana até à sua freguesia, passando pela Igreja local, familiares e amigos reconhecerem na Dona Rosa de Sousa uma pessoa de bem;
    >Tal como diz o Evangelho, “Os últimos serão os primeiros” e aqui está o exemplo evangélico nesta festa natalícia;
    >A Igreja Católica bracarense deu aqui um bonito exemplo do que o Papa Francisco vem apregoando: “O sair para as periferias!”E que falta fazem estas iniciativas.

  2. Viva Salvador.
    Não podias ter oferecido melhor prenda à tua tia, na celebração do seu centenário.
    Bonita idade e a mais linda prenda.

    Abraço.

  3. Parabéns à Sra. Rosa Centenária e parabéns ao Caro Companheiro Salvador e sua Irmã Alice sobrinhos da Tia aniversariante Rosa de Araújo e Sousa. Organizaram uma bela homenagem merecida. Um Abraço de Parabéns.

  4. Parabéns à homenageada e a todos os familiares, em especial ao amigo condiscípulo salvador.
    Uma braço especial para o Salvador, esposa e demais família,
    Acácio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *