Recordar é viver. Um grande cortejo nos anos 80

Um cortejo organizado pela Fábrica da igreja, nos anos 80, para ajudar a custear as obras da Igreja e do Salão Paroquial levou à participação de quase todas as pessoas da paróquia, unidas e animadas para o bom resultado do evento.

Presto aqui a minha homenagem a algumas pessoas que já faleceram e que trabalhavam muito em prol da paróquia, além da sua boa disposição nos convívios e no diálogo que tinham com as pessoas.

Estas e tantas outras pessoas nunca mais serão esquecidas pelos bons serviços que sempre prestaram à paróquia de Vilarinho.

Salvador de Sousa

Publicado por

Salvador Sousa

Licenciado em Filosofia; Prefeito, durante cinco anos e uns meses na Oficina de S. José de Braga; Professor aposentado; Ex- vereador da Câmara Municipal de Vila Verde; Elemento da direção da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde; Direção de alguns jornais e revistas; Coordenador da Solenidade dos Passos de Vilarinho, assim como de todas as obras da contextualização da Paixão de Cristo nos Escadórios e em toda a sua zona envolvente desde a Capela de Santa Luzia até à Capela do Senhor do Horto; Um dos fundadores/coordenador da Associação Cultural Recreativa e Desportiva de Vilarinho; Outras...

9 comentários em “Recordar é viver. Um grande cortejo nos anos 80”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *